[imprensalivre] A Labareda * Edição nº 077

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição nº 077
To: Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 077 * Quinta-Feira, 27/10/2005
EDIÇÃO INTERMICRONACIONAL
 
 
UMA NOVA FASE
 
O periódico A Labareda, depois de circular por um mês, de 12/09 a 14/10, (dias úteis) volta ao cenário jornalístico para uma nova fase.
 
O mais atento dos observadores verá que o último número foi o 75 e agora publicamos o 77.
 
A edição 076 foi escrita, re-escrita, re-elaborada mais de uma vez, mas não será publicada. Iria ser publicada na sexta-feira passada (21/10), mas decidimos de última hora deixá-la para posteridade.
 
Futuramente a mesma estará disponível no Arquivo A Labareda.
 
Ainda não decidimos periodicidade. A única certeza é o retorno que já estava programado desde o início da semana. A linha editorial continuará a mesma, poucas coisas foram mudadas. Confira!
 
 
AUMENTA TENSÃO ENTRE REUNIÃO E REINOS UNIDOS
 
Reunião e Confederação dos Reinos Unidos (C.R.U.) trocaram acusações na lista de divulgação "imprensa livre" no decorrer da semana.
 
Tudo começou com a confirmação da moção de banimento dos envolvidos e posterior comunicado enviando ao micro-mundo pelo chanceler reunião, Filipe Sales.
 
No comunicado, Sales concentrou suas críticas em Felipe Santarelli, ex-vice rei de Mariana, que estaria a frente do Reino de Santa Mariana.
 
Sales informou ser impossível dissociar o nome de Mariana do Sacro Império de Reunião. Finaliza dizendo que o Império está de braços abertos para aqueles que quiserem voltar, exceção ao nomes que tiveram moção de banimento aprovada pelo ECIE.
 
Em resposta, Marcellus São Sabbas, chanceler confederativo de C.R.U. enviou nota a comunidade intermicronacional dizendo que a mesma "foi formada por idéias sérias e projetos engajados em promover o verdadeiro micronacionalismo".
 
Sabbas informou ainda que vários micronacionalistas deixaram Reunião por estarem insatisfeitos com o cenário apresentado à época.
 
Com cerca de 25 membros, segundo Sabbas, o Reino é formado por Sayed, Ludônia, Neo-Straússia e Santa Mariana.
 
Celebra teria se retirado da Confederação e Cruzeiro do Sul estaria inativa.
 
EMBAIXADORES NA MICROCON JÁ ESTÃO REUNIDOS EM ASSEMBLÉIA
 
Os embaixadores que estão representando seus respectivos países na MICROCON já estão reunidos para discutirem os primeiros passos da Organização.
 
Deverá ser encaminhado para apreciação e posterior votação no Conselho Permanente as Disposições Transitórias do início dos trabalhos e alteração do Tratado Constitutivo do Território de Pitcairn para viabilizar a administração do local.
 
Os problemas envolvendo Reunião e C.R.U. pode ser a primeira dor-de-cabeça da Organização visto que ambos são membros.
 
A Carta de Princípios prevê a busca de solução pacífica para o confronto.
 
Das Agências Intermicronacionais
 
BERVÂNIA E SLOBORSKAIA FORMAM FEDERAÇÃO SOCIALISTA
 
Felipe Aron, principal nome da República da Bervânia, anunciou no começo da semana a tão esperada Federação Socialista entre seu país e Sloborskaia, que declarou independência da Comunidade Livre de Pasárgada.
 
Aron enfatiza que a união tem "o intuito de fortalecer o socialismo, unir esforços para construir um firme alicerce na história da lusofonia".
 
O nome da nova federação ainda está sendo escolhido e o site provisório já está no ar.
 
ANDORRA, MARAJÓ E ORANGE FORMAM FEDERAÇÃO
 
Andorra Imperial e as Repúblicas de Marajó e Orange aprovaram em plebiscito a formação de uma federação.
 
A Carta enviada a comunidade intermicronacional foi assinada pelo Imperador Borrás (Andorra), e pelos presidentes Crasnek (Marajó) e Roriz (Orange).
 
A soberania dos três países não sofreriam alterações nessa fase de formação e as relações externas poderão ser mantidas normalmente.
 
Marajó, que havia optado pela monarquia recentemente, reaparece no cenário inter-micronacional novamente como República.
 
O presidente de Marajó e também herdeiro do trono, Bruno Crasnek, foi procurado por nossa reportagem mas não obtivemos resposta até o fechamento desta edição.
 
 
 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 

 
 
 
 
 
 

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!


YAHOO! GROUPS LINKS


[imprensalivre] A Labareda * Edição 075

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição 075
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 075 * Sexta-Feira, 14/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
 
 
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS
 
Uma das matérias mais enjoadas da época da escola era a tal da interpretação de textos, na Língua Portuguesa.
 
Pois bem, pior que estudar aquilo e não conseguir uma nota satisfatória ou mesmo levar isso adiante em nossa vida.
 
Quando escrevo coisas aqui no Editorial, são minhas opiniões, quando dou notícias, são as coisas que acontecem ao redor do mundo.
 
O que alguns não conseguem interpretar é que eu não fico feliz quando micronações encerram suas atividades, quando micronações fecham suas portas, quando micronações não tem uma sequer instituição funcionando e que apenas a união entre todos os povos é que garantirá um melhor desenvolvimento de nosso hobby.
 
ERRATA: No editorial da edição anterior mencionei que Mallorca estaria discutindo uma fusão. O correto é Marajó.
 
 
MICROCON RECEBERÁ OBSERVADORES INTERMICRONACIONAIS
 
A MICROCON decidiu convidar cidadãos e líderes de todo o micro-mundo para participarem como observadores dos andamentos dos trabalhos, bem como certificarem do caráter mundial da organização.
 
A iniciativa surgiu após o príncipe de Colossos, Gustav Graves, do Sacro Reino de Pathros, ter sido convidado a participar como observador.
 
Os interessados serão incluídos na lista da capital do Território Intermicronacional das Ilhas Pitcairn, Adamstown.
 
EMBAIXADORES PARA A MICROCON DEVERÃO COMEÇAR A CHEGAR NA PRÓXIMA SEMANA
 
Os embaixadores que farão parte do Conselho Permanente da MICROCON deverão chegar a Adamstown (Ilhas Pitcairn) a partir da próxima semana.
 
Os nomes ainda estão sendo definidos por cada país e devem ser incluídos na lista do conselho após a confirmação.
 
EX-CHANCELER REUNIÃO ESCLARECE SITUAÇÃO COM O RUGB
 
O Ex-chanceler reunião, Alexandre Carvalho, atendeu nossa reportagem nessa manhã, na sua residência, Les Nuages, em Fournaise.
 
Carvalho informou que fora procurado pelo Chanceler daquele país querendo que Reunião os reconhecesse.
 
A condição estabelecida por Reunião versava que o RUGB deveria receber uma comitiva de observadores internacionais para avaliar a atual situação do país e ajudá-los, pois segundo o próprio chanceler, eles estavam sofrendo seguidos ataques terroristas.
 
Parece que o oferecimento de Reunião desagradou o Chanceler britânico. "Mesmo assim eu continuo interessado naquele país, pois entendo que ele também faz parte da comunidade intermicronacional, mesmo que ele tenha esses problemas pelos qual é acusado", informou Carvalho, com um semblante desanimado.
 
Segundo ainda informou Carvalho, o principal motivo de sua saída da Chancelaria Reuniã foi para que pudesse dar mais atenção a MICROCON, organismo intermicronacional que "acolherá todas as micronações, independente de seus problemas", finalizou Carvalho.
 
O ex-chanceler reunião lamentou profundamente a forma como alguns países tratam seus problemas e que isso poderá significar um forte abalo em todo o micronacionalismo.
 
Da Agência Reuniana de Notícias
Filipe Oliveira
 
REUNIÃO: IMPERADOR ENCERRA REGÊNCIA E LIBERTA RODRIGO ROCHA
 
O Imperador de Reunião Claudio I enviou há pouco mensagem encerrando a regência una, que teve como Imperador-Regente o Duque André Giserman durante 30 dias.

A regência de Giserman foi conturbada, comparável a de Carlos Fraga há um ano. Durante este mês, Giserman trocou o Vice-Rei de Mariana, assistiu à saída de diversos súditos e, impedido pelas limitações impostas à regência, viu o súdito Rodrigo Rocha, Grão-Duque de Chuberry, quebrar recorde de tempo de suspensão preventiva: foram 50 dias proibido de enviar mensagens.

O primeiro ato do Imperador Claudio foi, justamente, intervir no Judiciário e ordenar a liberação de Rocha, cujo processo está parado há um longo tempo, esperando para ser julgado pelo Desembargador Igor Alexandre.

 
 
 
* ESPAÇO PUBLICITÁRIO *
 
 
 
A empresa Classi Micro é uma empresa de Classificados.
 
Se você quiser fazer parte deste grupo de Classificados basta enviar um e-mail para eduardolalmeida@terra.com.br
 
E se quiser entre no nosso site www.classimicro.rd5.net
 
 

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 
 

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!

SPONSORED LINKS
Lista


YAHOO! GROUPS LINKS


[imprensalivre] A Labareda * Edição 074

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição 074
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 074 * Quinta-Feira, 13/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
 
 
A UNIÃO PARA LIVRAR-SE DA MORTE
 
Parece que a crise no micronacionalismo e o tão falado colapso não é mais fato do imaginário, mas está mais perto do que parece.
 
Os recentes anúncios de uma possível união entre Andorra, Orange e Mallorca e a recém-criada Confederação dos Reinos Unidos pode ser uma demonstração de que os paises vão se unir para evitar a total falência de suas instituições.
 
As três primeiras passam por severas dificuldades de se manter, não a atividade em si, mas o funcionamento de suas instituições e o segundo grupo, nascido da insatisfação de vários micronacionalistas, a maioria oriundos do Sacro Império de Reunião, também mostra que apenas com a união de todos alguns poucos poderão sobreviver.
 
Os Reinos Unidos formaram uma confederação e dessa forma pretendem sobreviver, e o Reino de Sayed já figura como principal líder do grupo. Estranhamente a "nação-paple" do RUGB ficou de fora desta Confederação.
 
A MICROCON oferecerá muito mais do que uma simples união, mas pretende inclusive dar subsídio a manutenção dos Estados Membros, livrando-os do "pedido de concordata" e posterior "decretação de falência". A MICROCON só tem um problema, lá ninguém vai ser rei de nada, ninguém vai ter seu ego massageado, pois a organização é democrática e pluralista e trabalhará para o desenvolvimento de todo o micronacionalismo e consequentemente ganharão todos aqueles que levam a sério esse nosso hobby.
 
É esperar para ver!
 
 
ORDENAÇÃO GLORIOSA INSTITUIU O DIA DA BATATA
 
Por Ordenação Gloriosa, publicada em 18 de outubro, o Imperador Cláudio I instituiu o Dia da Batata.
 
Antes, em 12 de outubro, comemorava-se o dia da Lembrança da Guerra do Paraguai.
 
As comemorações iniciaram em 2000 e segundo o próprio Imperador, a data teria como intuito o de promover "o dia nacional da boa vontade e do bom humor, durante o qual será permitido o envio de mensagens informais e bem humoradas como anedotas, etc".
 
A Ordenação ainda versava sobre a concessão da medalha batata de prata para aqueles que se destacarem.
 
Por ter sido publicado em 99 e vendo o teor de algumas mensagens publicadas no Chandon no dia da batata deste ano, os anseios do Imperador ao instituir a data comemorativa foram por água abaixo.
 
FUNDAÇÃO TEOBALDO SALES PREPARA DOIS NOVOS LIVROS
 
A Presidência da Fundação Teobaldo Sales anunciou o lançamento de dois novos livros, a serem publicados em breve pela instituição.
 
"A Rebelião dos Autocratas" e "Ausência e Sucessão" serão as mais novas fontes de pesquisa sobre o micronacionalismo lusófono.
 
O primeiro contará acontecimentos no Vice-Reino de Mariana (Reunião), a revolta de de algumas autoridades contra o Poder Moderador Imperial.
 
O segundo, versando sobre direito, expõe o problema da inatividade perante a lei e os direitos sobre os "bens" deixados por aqueles que se declaram "mortos" para o hobby do micronacionalismo.
 
Novembro e dezembro são os meses previstos para as publicações chegarem às "bancas". 
 
LUIZ OCTAVIO AZAMBUJA DE VOLTA A ATIVA
 
Depois de vários meses "sem fazer nada", Luiz Octávio Azambuja é o novo Procurador-Geral do Império.
 
O Judiciário passa por grave crise que culminou com a manutenção do súdito Rodrigo Rocha por mais de 50 dias presos, pena nunca vista em todo o âmbito imperial.
 
Azambuja terá a dura tarefa de trazer credibilidade ao judiciário face a impunidade de circula desde há muito, sem fala da inatividade do Desembargador.
 
O novo PGI, que também já foi Desembargador, teve em suas primeiras horas de cargo o primeiro problema, já que o PGI Assistente Charles Goldstein recusou-se a trabalhar com Azambuja, usando como salvatério não concordar com as atitudes e forma de trabalho do Procurador-Geral.
 
Das Agências Internacionais
 
MARCADA A COROAÇÃO DE LUCIUS I
 
Foi marcada para amanhã a coroação de Lucius I, como príncipe monarca de Sofia.
 
O país passa por grave crise política desde a abdicação de Casagrande I. Ainda não foi escolhido novo Premier pois a população tem recusado os nomes apresentados e espera-se que o impasse deva continuar.
 
Gabriel Aga é o nome a ser provado no próximo pleito.
 
PATHROS E ALEMANHA ASSINAM ACORDO "TEORIA DA CONSPIRAÇÃO"
 
O Sacro Reino de Pathros e o Império da Alemanha assinaram o Tratado de Lòria-Anhalt na ultima terça-feira.
 
O Tratado visa a cooperação entre os dois países por parte de suas agências de inteligências contra possíveis ataques terroristas ou mesmo espionagem intermicronacional.
 
Apesar de versar também sobre administração judiciária, o principal intuito do tratado é a não-agressão entre os dois países a a "guerra contra o terror" micronacional.
 
Recentemente os dois paises entraram em alerta máximo contra supostos ataques, que não se confirmaram.
 
* ESPAÇO PUBLICITÁRIO *
 
 
A empresa Classi Micro é uma empresa de Classificados.
 
Se você quiser fazer parte deste grupo de Classificados basta enviar um e-mail para eduardolalmeida@terra.com.br
 
E se quiser entre no nosso site www.classimicro.rd5.net
 
 

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 
 

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!


YAHOO! GROUPS LINKS


[imprensalivre] A Labareda * Edição 073

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição 073
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 073 * Terça-Feira, 11/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
DESACELARAÇÃO PARA UMA ARRANCADA?
 
Quando eu estava acompanhando 17 listas de micronações, durante o mês de julho,poderia afirmar com certeza de que o micromundo deu uma paradinha.
 
As coisas vão bem devagar, as listas distribuidoras estão em silêncio e alguns trabalhos estão sendo feito nos bastidores, sem aparecer muito, como é o caso da MICROCON e o Congresso de Jornalismo (que está um pouco parado).
 
Será que essa parada promoverá uma arrancada? Não sabemos, mas os níveis de atividade e a previsão de encolhimento do micromundo, atualmente em 27% (ago/05), poderá dar uma idéia do que está acontecendo e do que acontecerá.
 
 
CONCURSO SOBRE O DIA DA BATATA PODERÁ NÃO TER VENCEDORES
 
Patrocinado pelo periódico A Labareda, o concurso Literário do Dia da Batata, a comemorar-se em todo o âmbito do território do Sacro Império de Reunião,no próximo dia 12/10, poderá terminar sem nenhum vencedor.
 
Apesar de muito divulgado e com grande antecedência, ninguém encaminhou nada referente ao dia da batata, frustado o editor do jornal, Alexandre Carvalho.
 
Segundo ele, "chandon continua movimentado, mas com discussões sem nenhum fim específicos e protagonizadas por pessoas que já não servem ao império a muito tempo".
 
"É uma pena que um dia que pareceria ser tão importante para o Império, não tenha chamado a atenção dos reuniãos", lamenta Carvalho.
 
O Concurso pedia aos leitores que mandassem um texto, uma frase, qualquer coisa a respeito do dia da batata, mas até o momento nenhum texto havia chegado a redação.
 
Do Correspondente no Principado de Sofia
Eduardo Almeida
 
SEM DEFINIÇÃO, SOFIA PODERÁ CONTINUAR SEM PREMIER
 
Sofia vive um momento histórico, depois do candidato Gabriel Aga ter perdido nas urnas, vem uma nova eleição, uma eleição onde apenas estará presente um candidato: Hugo Paris.
 
Esta eleição está dividida pelos que não querem ficar mais tempo sem Premier junto com os que acham o trabalho de Hugo excelente, e do outro lado os que esperam ter novos e mais aptos candidatos nas próximas eleições junto com os que não gostam do trabalho do Hugo.

As duas opiniões fornecem fortes propostas e argumentos, então fica a dever do eleitor Sofista escolher se desejas permanecer sem Premier e que o Presidente do Executivo indique um interventor ou se desejas ter o excelente trabalho do Hugo como premier.
 

Do correspondente na República de Siena
Carlos Correa
 

O que nos leva a escrever?

 

(Escrito em Fevereiro de 2002, sobre blogs inicialmente. Tentei mostrar um pouco sobre o que me levou a escrever, e futuramente acabou me levando ao micronacionalismo, e finalmente ao jornalismo micronacional)

 

Praticamente em todos os blogs que eu leio, vejo um padrão que é tão antigo quanto nossa capacidade de escrita ou até nossa existência: a de escrever diários pessoais.

 

Desde os tempos das cavernas o homem já pensa em deixar marcas, contar estórias, mostrar sua visão de mundo.

 

Quem de nós nunca pensou em ler o diário de nossas irmãs, tentar saber o que se passa na vida delas, e a internet nos facilitou muito nesse sentido, já que atualmente existem inúmeros sites que dão esse serviço.

 

Quase todas as pessoas (eu também), têm um desejo, uma paixão por coisas escritas, por escrever coisas novas, em tentar deixar sua contribuição para o mundo e, de alguma forma, estamos conseguindo.

 

Principalmente no mundo de hoje, completamente amarrado através das vias tecnológicas e de comunicação, onde nós temos acesso às mais variadas culturas, manias, diferenças que há uns 12 anos atrás nós não tínhamos, e nem fazíamos idéia que existiam.

 

Devido às inovações de nossa era, os seres humanos estão vivendo mais e melhor, o que a meu ver, contribui para o desenvolvimento de um processo artístico, onde de alguma forma, tenta-se expor essa energia potencial, seja em música, TV, livros, etc.

 

No meu entendimento, essa energia cinética criada só tem a aumentar, contribuindo para nossas própria evolução e, com isso, estamos conseguindo fazer o que nossos ancestrais quiseram de nós.

 

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!

SPONSORED LINKS
Lista


YAHOO! GROUPS LINKS


[imprensalivre] A Labareda * Edição 072

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição 072
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 072 * Segunda-Feira, 10/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
A IMPORTÂNCIA DE CADA UM NO MICRONACIONALISMO
 
Essa semana assisti um filme que falava da importância das pessoas e de suas atitudes na vida de cada um e da coletividade ao redor.
 
Nesse filme, uma pessoa teve a chance de ver como seria sua cidade sem sua presença e percebeu o quanto foi importante na vida daquelas pessoas e isso aconteceu pois ele começou a pensar que deveria ter sido melhor que nem tivesse nascido.
 
Acho que no micronacionalismo é igual, pois a presença de cada um em suas respectivas micronações deveria ser muito valorizada.
 
Quando se perde um cidadão para outra micronação, devemos lamentar, mas quando se perde um micronacionalista devemos rasgar nossas roupas e jogar cinzas na cabeça.
 
Não podemos nos dar ao luxo de perdemos micronacionalistas, sob pena de perdemos o gosto pela coisa.
 
 
REPUBLICA DE SIENA E CONFERDERAÇÃO DOS REINOS UNIDOS
 
A MICROCON segue com seus trabalhos nas Ilhas Pitcairn e consegue progressos.
 
Na sexta-feira, a Confederação dos Reinos Unidos ratificou a Carta da MICROCON. A C.R.U. é formada pelos Reinos de Sayed, Santa Mariana, Neo-Straussia, Celebra, Cruzeiro do Sul e Ludônia.
 
A Carta foi assinada por SMR Marcelus São Sabbas que também será o representante no Conselho Permanente.
 
Hoje, a República de Siena que já era signatária da Carta, ratificou o documento através do Condotiere Renan Saifal.
 
A República de Porto Claro, através do Ministro das Relações Exteriores, manifestou interesse e espera-se a adesão para os próximos dias, segundo nos informou um representante da organização.
 
Toda a documentação referente a organização pode ser encontrada no site da MICROCON.
 
CENSURA VIRA TEMA PRINCIPAL DO CONGRESSO DE JORNALISMO
 
A Censura tem sido bastante discutida no Congresso de Jornalismo.
 
O assunto veio a tona depois de relatos de um jornalista que, ao veicular mensagem que circulou na lista nacional de um determinado país, teve seu visto encerrado.
 
A abertura das listas nacionais, como já ocorre em Reunião e em Nova Belmont seria uma solução para o fim da censura, mas não unanimidade entre os participantes.
 
Perguntando sobre a que vieram os jornalistas, o organizador disse que queria contratar o maior número possível de correspondentes internacionais e/ou colunistas, pois afirmou ter interesse em manter a circulação de seu jornal diária.
 
O Congresso, que deve terminar em 24 de outubro, deverá colher alguns frutos, com acordo de parcerias e provavelmente a união dos micro-jornalistas.
 
LA FIAMMATA É CREDENCIADO NA REPÚBLICA DE SIENA
 
O jornal La Fiammata, do Grupo IIRDE, foi credenciado pelo governo de Siena na tarde de hoje.
 
A direção do jornal, que foi passada para Carlos Correa, em virtude de Alexandre Carvalho ter sido nomeado Embaixador naquele país, ficou satisfeita com o credenciamento, pois a oficialização do jornal permitirá o arquivamento e posterior consulta por parte de todos que visitarem a República de Siena.
 
O La Fiammata já circula em várias listas distribuidoras e foi criado para acompanhar o desenvolvimento da então recém-nascida República de Siena.
 
  

* ESPAÇO PUBLICITÁRIO *
 
 
A empresa Classi Micro é uma empresa de Classificados.
 
Se você quiser fazer parte deste grupo de Classificados basta enviar um email para eduardolalmeida@terra.com.br
 
E se quiser entre no nosso site www.classimicro.rd5.net

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!


YAHOO! GROUPS LINKS


[imprensalivre] A Labareda * Edição 071

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição 071
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 071 * Sexta-Feira, 07/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
INTEGRANTES DA MICROCON JÁ ESTÃO EM ADAMSTOWN
 
Finalizado os trabalhos acerca da MICROCON, que foram realizados na República de Siena, alguns representantes governamentais já se encontram na capital das Ilhas Pitcairn, a cidade de Adamstown.
 
Segundo fomos informado, ainda hoje os estados-membros serão convidados a indicarem seus respectivos embaixadores.
 
Ontem foram enviadas várias missivas ao líderes governamentais dos paises que não ratificaram a Carta, chamando-os a juntar-se ao grupo.
 
A primeira assembléia geral deverá ocorrer entre o final de novembro e início de dezembro.
 
CONFEDERAÇÃO IMPERIAL DEADVOGADOS PROMOVE RECADSATRAMENTO
 
O presidente da CIA determinou a realização de um recadastramento de advogados licenciados no Sacro Império de Reunião.
 
Os interessados tem o prazo de 15 dias para se recadastrarem, prazo igual dado a aqueles que pretendem obter registro da confederação, mediante prova de admissão.
 
REUNIÃO ABRE EMBAIXADA NA REPÚBLICA DE SIENA
 
O Sacro Império de Reunião abriu hoje a Embaixada na República de Siena.
 
O Embaixador em Siena será Alexandre Carvalho, ex-premier e ex-chanceler Reunião.
 
A abertura da embaixada inclusive teria sido uma das principais metas de Carvalho quando este ainda era chanceler.
 
O novo embaixador já está em Siena.
 
Carlos Correa, Correspondente Internacional
República de Siena
 

NAS

O Congresso de Jornalistas, que está sendo realizado no limbo está nos mostrando uma grave tendência a repetir os…

 

ONDAS

… mesmos erros de sempre. As discussões que a princípio tenderam para descobrir qual o sexo dos anjos, passaram pela censura que alguns governos…

 

DO

… faz com os correspondentes internacionais, e até mesmo aos seus próprios cidadãos, e neste caso independentemente do cargo ou posição

 

CONGRESSO

… na qual ocupem. Neste sentido, os debates chegaram até a premissa básica de todo o…

 

DE

… Congresso, que é a possibilidade de jornais e revistas de vários lugares compartilhando notícias, e seus respectivos editores passando a também atuar como correspondentes nestes lugares.

 

JORNALISTAS

Para isso, é preciso também uma profissionalização da categoria, além de cobrar dos governos políticas que garantem o bem estar do setor.

 
 

* ESPAÇO PUBLICITÁRIO *
 

 
A empresa Classi Micro é uma empresa de Classificados.
 
Se você quiser fazer parte deste grupo de Classificados basta enviar um e-mail para eduardolalmeida@terra.com.br
 
E se quiser entre no nosso site www.classimicro.rd5.net

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 
  
 

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!

SPONSORED LINKS
Entertainment arts Lista


YAHOO! GROUPS LINKS


[imprensalivre] A Labareda * Edição 070

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [imprensalivre] A Labareda * Edição 070
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 070 * Quinta-Feira, 06/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
NOVO PREMIER REUNIÃO COMEÇA A TRABALHAR
 
O Premier recém empossado, Bernardo Alcalde (MICROSOC), nomeou ontem os ministros que comporão seu gabinete.
 
Carlos Fraga e Laucimar da Cunha, ambos do PACSO foram mantidos em suas respectivas pastas: Imigração e Defesa.
 
Diferentemente do governo Melillo, que inicialmente nomeou apenas integrantes da coligação PACSO-MICROSOC, Alcalde conta com uma equipe pluri-partidária.
 
Alexandre Carvalho (ARENA), José Paulo Siqueira (PIGD) e Filipe Sales (UNIDA) são os nomes considerados de centro-direita a ocupar as pastas da Integração, Interior e Educação.
 
Fernando de Friedenburgo (Casa Civil) e Fernando Sefuno (Infra-estrutura), ambos do MICROSOC, completam o quadro de ministros que poderão mudar radicalmente a imagem do poder executivo imperial frente ao povo reunião.
 
O Premier nomeou ainda, Wagner Muller como o novo governador do Distrito Executivo de Beatriz.
 
MOÇÃO DE BANIMENTO É APROVADA NO ECIE
 
O Egrégio Conselho Imperial de Estado (ECIE) aprovou a moção de banimento contra os reuniãos Marcelus São Sabbas, Luiz Saboya e Felipe Santarelli.
 
Os três, juntamente com outros súditos que se desligaram do Império antes, fundaram a Confederação dos Reinos Unidos.
 
A moção movida pelo conselheiro imperial Raphael Garcia acusava-os de alta traição, golpe e lesa-majestade, crime gravíssimo na legislação reuniã.
 
Dos 12 conselheiros que compõem o ECIE, 8 votaram a favor, 2 se abstiveram e outros 2 não compareceram a sessão de votação.
 
A assessoria do ECIE informou que um dos conselheiros ausentes encontra-se fora do país.
 
PRESIDENTE DA CIA DENÚNCIA IRREGULARIDADES EM APLICAÇÃO DE PENAS
 
O Presidente da CIA, Diego Caldo, divulgou nota ao povo do Império, denunciado que o súdito Rodrigo Rocha, acusado de paplismo, está preso há mais de 40 dias.
 
A pena para o crime de paplismo é de 30 dias de prisão, entretanto, Rodrigo Rocha está detido desde o dia 21/08.
 
Caldo pede o fim das ilegalidades em Reunião e a libertação imediata de Rocha.
 
O Premier Alcalde estaria pessoalmente empenhado na solução do caso.
 
Da Agência Reuniana de Notícias – ARN
Filipe Oliveira
 
3 CANDIDATOS DISPUTAM A PRESIDÊNCIA DA APQ
 
Mal foi aberta a sucessão de Jorge Adamatti ao cargo de Diretor-Presidente da APQ e nada menos que três nomes já se apresentaram para a disputa: Fernando Sefuno (Microsoc), Filipe Sales (UNIDA) e Flavius Von Rainer (PSD).

A candidatura de Von Rainer ainda é dúvida, já que oficialmente o Qualícato do PSD seria Diego Caldo. Mas nada impede que os sociais-democratas façam a substituição, já que na Assembléia a vaga pertence ao partido.

Nos últimos meses, a presidência da APQ havia sido deixada em segundo plano pelos partidos e em mais de uma ocasião houve candidato único ao cargo.

O novo Diretor-Presidente deve ser escolhido até o próximo dia 14 de outubro.

 
 
UM POUCO DE HISTÓRIA NÃO FAZ MAL A NINGUÉM
 
Sr. Editor:

Lendo a entrevista do "Rei de Sayed", percebi um dado contraditório, dito pelo próprio "monarca: acho um pouco difícil que o país tenha sido um protetorado do Califado Malê de fevereiro a agosto de 1998, já que o Califado foi fundado por Art Rodrigues em 2001. 

Também estranhei a informação de que o país teria sido criado em 1997 e já seria uma monarquia em 1998. Segundo informações publicadas em jornais daquela época, Sayed surgiu em março de 1999, a partir de outra micronação, Santa Clara. E era uma república que possuía um sistema de compra e venda de imóveis similar ao que Sofia tem hoje em dia. Não há registro algum sobre Sayed antes dessa data.

Por fim, cabe recordar que o hoje auto-denominado rei possuía o título de Grão-Duque de Sayed justamente por seu país ter sido por nós incorporado e – por ser uma one-man-nation na data da incorporação – dissolvido. 

Interessante que na entrevista do Rei de Ludônia, publicada ontem, este também se equivoca ao contar a história do próprio país.

Ludõnia nasceu em abril de 1998 e era governada na época pelo Rei Anônimo I (o próprio Saboya), sua moeda se chamava "asno" e metade da população havia morrido de dengue, segundo constava no website do país à época. Na época Saboya era cidadão de Porto Claro – daí a razão do "Anônimo". Meses depois, Saboya saiu de Reunião e recriou seu reino, acompanhado de membros do PacSo. Isso foi no final de 1998, após uma crise provocada por brigas entre a APQ e o Premier Otto. O "Golpe dos Hipócritas", citado por ele, ocorreu no carnaval de 2001. 

Abs,
Filipe Oliveira, Duque de Menezes Côrtes, do Sacro Império de Reunião

  

* ESPAÇO PUBLICITÁRIO *
 
 
 
 
A empresa Classi Micro é uma empresa de Classificados.
 
Se você quiser fazer parte deste grupo de Classificados basta enviar um e-mail para eduardolalmeida@terra.com.br
E se quiser entre no nosso site www.classimicro.rd5.net

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

Imprensa Livre, por uma imprensa livre!

Boicotem os censores!

SPONSORED LINKS
Entertainment arts Lista


YAHOO! GROUPS LINKS


[jornaleiro] A Labareda * Edição 069

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [jornaleiro] A Labareda * Edição 069
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogrupos.com.br>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 069 * Quarta-Feira, 05/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
A PEDIDO DO REI DE NEO STRAUSSIA, A LABAREDA REPRODUZ RESPOSTA DA ENTREVISTA QUE SAIU COM ERRO DE DIGITAÇÃO
 
O Rei de Neo Straússia, Samuel Nário, telefonou ontem para a redação do A Labareda informando que uma de suas respostas teriam saído com erro de digitação.
 
Reproduzimos abaixo o trecho e a parte considerada errada em verde negrito, sublinado.
 
"AL: Neo Straússia tem conhecimento da MICROCON? Se sim, pensam em assinar a Carta?
 
SN: Na verdade uma coisa que não entendem é que a nova micronação e a Confederação dos Reinos Unidos, Neo Straussia, assim com Santa Mariana, Sayed e as demais são apenas os Reinos que a compõem. Se formos assinar a Carta teremos que assinar com todo os Reinos Unidos e ainda não discutimos esse assunto."
 
HOJE A LABAREDA PUBLICA MAIS ENTREVISTAS
 
O periódico A Labareda publica hoje mais duas entrevistas, com SMR Marcelus Sabbas (Sayed) e SMR Felipe Santarelli (Santa Marina).
 
 
SMR Marcelus Sabbas, do Reino de Sayed
 
A Labareda: O que levou você a criar ou reativar o Reino de Sayed?
 
Marcelus Sabbas: Resolvemos reativar o Reino de Sayed devido ao descontentamento com o atual cenário de Reunião. Chandon tornou-se insuportável devido as centenas de brigas, mau entendidos e movimentos desnecessários que alguns cidadãos fazem naquela lista.
 
AL: Conte-nos um pouco a história de seu reino
 
MS: O Reino de Sayed nasceu em 10/08/1997 como República de Sayed, uma das primeiras micronações surgidas na lusofonia, que em Janeiro 1998, num plebiscito interno modificou-se a forma de Governo para Monarquia Parlamentar. Sayed em 1999 absorveu alguns Reinos entre eles o The Federal Kingdom of Tykonjo (micronação francófona), Reino Aconcágua (argentina), Nova Tokio, dentre outras, tornando-se nesta data Reino Unido de Sayed. Passamos por um período de 6 meses (02/98 à 08/98) sobre o protetorado do Califado Malê do Brasil.
 
AL: São procedentes as acusações de que o Grão Ducado de SAyed seria parte do Sacro Império de Reunião?
 
MS: Não houve uma anexação por parte de Reunião, existe algum território em Reunião chamado Sayed ou algo parecido?
Apenas Sayed ficou parada no tempo, congelada, e neste período, o Imperador Claudio, em ocasião de seu retorno ao Sacro Império, me convidou para retornar e assumir Saint Denis, e por amar Reunião acima de tudo aceitei de imediato o convite.
 
AL: A atual confederação seria uma organização para fazer frente ao domínio de Reunião na Lusophonia?
 
MS: De forma alguma. A Confederação é apenas uma nova micronação, que surge do sonho de várias pessoas com o mesmo objetivo.
 
AL: Mande um recado para todos aqueles contrários ao movimento liderado por vc
 
MS: Em primeiro lugar não existe um movimento liderado por mim. A Confederação, como dito anteriormente, é uma nação que surge dos anseios e vontade dos seus entes.
 
 
SMR Felipe Santarelli, do Reino de Santa Mariana
 
A Labareda: Quem é o idealizador da Confederação dos Reinos Unidos?
 
Felipe Santarelli: Luiz Saboya. Marcelus São Sabbas, Gerson França, Samuel Nário e Bruno del Boca, e eu. Claro que contamos com a ajuda de muito mais gente, afinal, não poderíamos ter um Reino Unido sem população, apenas com os seis reis.
 
AL: A saída do cargo de vice-rei de Mariana foi determinante para sua consequente saída de Reunião?
 
FS: Certamente, mas não totalmente. Determinante foi a falta de coleguismo, a falta de um micronacionalismo mais leve, mais interessante. As pessoas esquecem que isso é um hobby e acabam levando tudo para o lado pessoal, macronacional. Perdi algumas pessoas que eu considerava muito, como verdadeiros amigos, por causa de desavenças micronacionais. Não quero o micromundo prejudicando minha vida pessoal e quero poder me divertir com ele. É por isso que eu apoiei a criação do Reino de Santa Mariana.
 
AL: Você achou injusto o que aconteceu com você em Mariana?
 
FS: Não sei dizer. Fui arrancado do trono pelas mesmas pessoas que me elevaram a ele. Sinceramente não acreditei quando tudo aconteceu da mesma maneira com que amigos próximos me alertaram. Achei que foi um ato impensado. Mas continuo admirando Reunião e seu modo de vida ortodoxo.
 
AL: Com quantos súditos efetivamente ativos a Confederação inicia essa jornada? Já possuem lista pública? Terão um site na internet?
 
FS: Temos em torno de vinte cidadãos efetivamente ativos, que estão ajudando não somente na construção dos Reinos como também na construção dos sites. Por enquanto o site ainda está em desenvolvimento, mas deverá ser lançado ainda está semana ou na próxima. Lista pública já temos, e estamos organizando de forma que exista uma lista comum dos Reinos e uma para cada um deles.
 
AL: Há alguns desencontros entre os novos reis. Teriam se adiantado no anuncio da Confederação?
 
FS: Considerei o anúncio um pouco adiantado. Mas precisávamos colocar a público nosso projeto, demonstrando que viemos para ficar, e não para fundar uma micronação de mortos-vivos. Temos pessoas competentes que saberão, tenho certeza, lutar pelos Reinos até o fim da vida. Se existem desencontros, são motivados pelas novidades, já que absolutamente tudo está em fase de desenvolvimento ainda.
 
AL: Santa Mariana tem/terá um território? Onde será isso?
 
FS: Isto também está sendo definido. Posso adiantar que será em uma ilha, mas ainda não decidimos se próxima ao Caribe, ao arquipélago do Havai, ou próximo a Australia. Outra forte candidata é a Ilha Rodrigues, no Oceano Índico.
 
AL: O Imperador Cláudio I acham que vocês ainda voltam. O que você acha?
 
FS: Conheço o bordão "todos voltam!" desde 1998, ou 1999, não lembro agora. Não posso de maneira alguma dizer que ele não é verdadeiro, mas toda a regra possui uma exceção…
 
AL: Agradeço a entrevista e deixe uma mensagem a todos os micronacionalistas
 
FS: Agradeço a oportunidade da entrevista e deixo como mensagem final que o verdadeiro micronacionalismo não é praticado por Reunião. Verdadeiro micronacionalismo em Reunião só é visto nos almoços com cláudio, Leonardo Oliveira, Rafael Cresci, Wallace Rangel… Este sim é o verdadeiro espírito do micronacionalismo: a paz, a amizade e o prazer de se estar em boa companhianum hobby que só nos engradece.
 
 
 

ESPAÇO PUBLICITÁRIO
 
Ninguém mandou nada para o concurso!!!!
 
Será que não somos mesmo tão ativos
 
Garantimos sigilo absoluto
 
 
 

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 
 
 

 

                 Jornaleiro - Uma Lista Independente

                          Desde 2 de outubro de 1998 com você

Yahoo! Grupos, um serviço oferecido por:
PUBLICIDADE


Links do Yahoo! Grupos

[jornaleiro] A Labareda * Edição 068

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [jornaleiro] A Labareda * Edição 068
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogrupos.com.br>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 068 * Terça-Feira, 04/10/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
A LABAREDA ENTREVISTOU 4 DOS 6 NOVOS REIS, INTEGRANTES DA CONFEDERAÇÃO DOS REINOS UNIDOS
 
O periódico A Labareda entrevistou Marcelus Sabbas, Luiz Saboya, Douglas Silva e Samuel Nário, os novos reis integrantes da Confederação dos Reinos Unidos.
 
Até final desta edição, Sabbas ainda não havia encaminhado as respostas.
 
 
SMR Luiz Saboya, do Reino da Ludônia
 
A Labareda: Porque resolveu retomar o Reino da Ludônia?
 
Luiz Saboya: Porque estava descontente com Reunião. O Sacro Império é uma micronação estagnada. Não se sente mais nas pessoas e, principalmente, no Imperador, em fazer micronacionalismo. E eu me incluo nisso também. Não se percebe aquela vontade de fazer um micronacionalismo que prospera, que inova, que te trás aquela empolgação juvenil. Todos estão inertes, e eu resolvi mudar isso…não quero ficar estagnado.
Agora, porque Ludônia? Talvez, porque Ludônia seja a única coisa que eu não completei no micronacionalismo. A única coisa que ainda não deu completamente certo. E aonde eu gosto de quebrar a cabeça e me lembrar que o micronacionalismo é mais que brigas políticas. Ele é, acima de tudo, um espaço onde sentimos o prazer de "brincar" de micronacionalismo.
 
AL: Poderia fazer um breve resumo da história de Ludônia?
 
LS: Ludônia nasceu logo depois que entrei no micronacionalismo, acho que em 1998/99. Mas logo foi abandonada pela minha total inexperiência. Com o Golpe (Golpe dos Hipócritas) alguns meses depois, sugeri que meu colegas do Pacso (Olympio Neto, Adrian Azrael, etc) para irmos para Ludônia. Entre idas e vindas, já foram umas 3, onde Ludônia já foi Reino, já foi Império, e já se meteu em muitas confusões, principalmente com o Sacro Império.
 
AL: Vocês começam com quantos cidadãos desta vez?
 
LS: Veja bem. A questão não é o número de cidadãos do Reino de Ludônia. Mesmo que eu começasse, por exemplo, com 1 cidadão, o importante é a unidade alcançada com a Confederação dos Reinos Unidos. É ela quem dará estabilidade a todas as micros, a união das micronações.
 
AL: Você tomou conhecimento da MICROCON? Se sim, já discutiram a respeito ou pretendem fazer parte da referida organização?
 
LS: Ainda não. Temos gastado o tempo para discutir a estruturação da Confederação. Mas certamente fará parte da pauta de nosso Conselho.
 
AL: Você saiu logo depois de ser nomeado conselheiro? Você foi consultado antes? Aceitou já sabendo que iria sair em seguida?
 
LS: Essa pergunta é polêmica. E essa será a primeira vez que falarei francamente sobre o assunto. Veja bem, de que importa ser Visconde ou Duque, Qualícato ou Conselheiro. Tenho uma história única com Reunião. Foram 2 (dois) protocolos estabelecidos (em Conservatória e Saint-Denis), milhares de trabalhos realizados na política, até no campo da espionagem. É triste observar que cada pessoa tem um valor aos olhos do Imperador. É uma coisa subjetiva. Você vê velhos dinossauros como eu recebendo títulos e honrarias. Não me interessa receber os títulos, os cargos. Eu quero a mesma atenção. Todo súdito quer ser visto pelos olhos do Imperador, assim como nos velhos tempos aparecer nas "palacianas" de O Cometa era um momento ímpar na vida de um cidadão do Sacro Império. Foi difícil tomar a decisão de sair de Reunião. Mas, eu não estava contente. E acho que todos estão descontentes com os rumos que Reunião está tomando. Uma estagnação, brigas sem sentido, nada disso acrescenta. E se não acrescenta, antes só do que mal acompanhado.
 
AL: Neste exato momento está sendo votada no ECIE moção de banimento contra você e mais dois reuniãos. O que implicaria isso para o futuro, caso aprovada a moção?
 
LS: Sinceramente. Em nada. (pausa) As fronteiras do micronacionalismo são vastas. Não tem Reunião apenas. Tem Porto Claro, Pasárgada, Orange e tantas outras micros…o micronacionalismo é uma galáxia sem limite. Se eu quiser montar o Império do Suco de Abacaxi, eu vou lá e monto e pronto. Não é uma disputa. Tá certo, Reunião tem 100, 200 pessoas. Mas eu já vi micronações com 10 pessoas serem muito mais proveitosas. Portanto, a moção é bobagem. Ao invés de criar moções e outras ferramentas contra quem saiu, os conselheiros deveriam estar preocupados em não perder mais cidadãos. Em tornar a atividade no império mais interessante.
 
AL: Obrigado pela entrevista. Suas considerações finais.
 
LS: Gostaria de agradecer o espaço. Dizer que a Direita continua sendo burra, a Esquerda continua sendo inteligente. Que cargos, ao contrário do que alguns dizem, não é nada. O que importa é a história que construímos. E vou para Ludônia buscando, novamente, construir e criar novas ferramentas para o micronacionalismo.
 
SMR Samuel Nário, do Reino de Neo-Straússia
 
A Labareda: O que motivou sua saída de Reunião?
 
Samuel Nário: Para mim a graça do micronacionalismo é o desafio. Quando cheguei a Reunião a atividade era mínima e continuar lá e lutar para reativar o Império foi um desafio. Mas agora já não é mais. Para mim não tinha mais graça estar em Reunião. Ainda gosto muito de minha terra natal, e pode ser que um dia eu volte, mas por enquanto vou aceitar esse desafio de uma nova micronação.
 
AL: Quantos straussianos foram com você nesse novo desafio?
 
SN: Na verdade apenas meu irmão foi comigo, o restante saiu antes de mim, ou seja, eu fui com eles (risos), mas no total foram seis, contando comigo.
 
AL: Partindo do princípio de que não é possível juntar tantas pessoas de uma vez, essa confederação esta sendo pré-discutida. Desde quando?
 
SN: Na verdade eu fiquei sabendo sabendo na metade da semana mas de cara não aceitei, apenas no sábado resolvi aceitar. Não sei quanto tempo os idealizadores estavam discutindo mas creio que não faz mais que 1 semana.
 
AL: Chegou a convidar outros reuniãos a saírem com você?
 
SN: Sim, chamei mais algumas pessoas de Straússia.
 
AL: Responderam ou estão pensando?
 
SN: Disseram que não, pelo menos não nesse momento.
 
AL: Neo Straússia tem conhecimento da MICROCON? Se sim, pensam em assinar a Carta?
 
SN: Na verdade uma coisa que não entendo é que a nova micronação e a Confederação dos Reinos Unidos, Neo Straussia, assim com Santa Mariana, Sayed e as demais são apenas os Reinos que a compõem. Se formos assinar a Carta teremos que assinar com todo os Reinos Unidos e ainda não discutimos esse assunto.
 
AL: Suas expectativas para o futuro da nova micronação e considerações finais, desde já, agradecendo pela entrevista.
 
SN: Não sei bem qual será o futuro dos Reinos Unidos, poderá durar 1 semana ou 1 década, mas com certeza lutarei bastante para que a idéia cresça. Eu é que agradeço, pois é uma ótima forma de explicar nossa situação.
 
 
SMR Douglas Silva, do Reino de Celebra
 
A Labareda: Porque Celebra decidiu-se juntar a Confederação dos Reinos Unidos?
 
Douglas Silva: Celebra decidiu se juntar a Confederação dos Reinos Unidos por acreditar ser um projeto sério que busca uma unidade democrática de ajuda mútua sem nenhuma intervenção interna. Muito ainda esta sendo definido e se as coisas tomarem um rumo diferente que não sejam favoráveis com a seriedade e com Celebra, não aceitaremos.
 
AL: Em processo de anexação à Reunião, onde não possível concluir o acordo, já que assinou com a C.R.U.?
 
DS: Bom, o nosso maior impasse sobre a anexação a Reunião foi sobre a soberania que Celebra não iria ter.
 
AL: Celebra é uma das únicas micronações a não ter lista pública, mas também é a única que está sendo considerada a mais séria do grupo, como você vê essa situação?
 
DS: Celebra tem uma lista provisória e ainda está acertando detalhes internos, por isso ainda não tem a lista. Fico muito feliz que Celebra já seja reconhecida como séria, porque esse é o real interesse, demonstrar nossa seriedade. Nosso projeto é sério e temos consciência que nossos objetivos são para longo prazo e para isso pedimos a cooperação de todos nesta nossa jornada.
 
AL: Quantos súditos há em Celebra?
 
DS: Atualmente temos 12 súditos mas temos outros em definição.
 
AL: O que espera de seus parceiros micronacionais, já que três deles seriam oriundos de Reunião e não se desligaram para "tocar" seus projetos, diferentemente de você?
 
DS: Eu acho que eles se precipitaram na divulgação da Carta, deveriam ter esperado todos do projeto saírem de Reunião, mas acredito que isto foi apenas um equívoco. São pessoas experientes e é um prazer participar deste projeto com eles, só espero que os princípios se mantenha e que ninguém queira mandar em ninguém. A soberania dos Estados envolvidos tem que ser respeitada acima de tudo.
 
AL: Conte-nos um pouco da história de Celebra, para que o micromundo conheça-os melhor.
 
DS: Nascia em 2002 uma nova nação. Celebra,quando foi fundada, não era como hoje em dia. Primeiro era apenas um clube de amigos com o nome O.G.U (Organização da Galera Unida)que depois foi transformada em um modelo de país, sua atividade se dava pessoalmente pois não era usada a internet. Na verdade, seus integrantes nem sabiam da existência de outras nações como Celebra. Eles achavam que eram únicos, mas depois de um tempo, por desmotivação da população, ficou inativa, até que o Imperador descobriu pela internet que havia outras nações como Celebra, então ele viu a possibilidade de seu sonho ser mais uma vez realizado e foi em busca de auxílio, pediu ajuda a Reunião, depois de vários dias de conversas com membros do governo de Reunião, incluindo o Chanceler, o Lorde Protetor, membros do conselho e o próprio Imperador. Surgiu a possibilidade de uma possível negociação para que Celebra se tornasse Vice-Reino de Reunião, tendo nosso Imperador como Vice-Rei. Apesar do Imperador concordar depois de ter a garantia que haveria plebiscito todo ano para resolver sobre a permanência ou não de Celebra como vice-reino, a população geral não aceitou, mas por falta de experiência do que por outra coisa.Depois disso, o nosso Imperador resolveu ficar em Reunião para ganhar experiência do funcionamento das micronações na internet, tendo sido inclusive nomeado Governador da Capitania de Conservatória e ficou por lá até resolver que já era hora de tentar mais uma vez, e então saiu de Reunião sabendo que era impossível continuar enquanto trabalhava na reabilitação de Celebra. Apesar de ter feito bons amigos em Reunião e ter um carinho especial por Conservatória, saiu de Reunião para se dedicar totalmente a Celebra.
 
 

ESPAÇO PUBLICITÁRIO
 
Participe do concurso literário em comemoração ao dia da batata
 
Mande uma redação, um texto, uma frase ou uma fagulha contando o que representa o dia da batata para Reunião
 
Garantimos sigilo absoluto
 
 
 

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 
 

                 Jornaleiro - Uma Lista Independente

                          Desde 2 de outubro de 1998 com você

Yahoo! Grupos, um serviço oferecido por:
PUBLICIDADE


Links do Yahoo! Grupos

[jornaleiro] A Labareda * Edição 067

———- Forwarded message ———-
From: Alexandre Carvalho <adcarva@usp.br>

Subject: [jornaleiro] A Labareda * Edição 067
To: Chandon <chandon@yahoogroups.com>, Fournaise <4naise@yahoogroups.com>, Areuniana <areuniana@yahoogroups.com>, Jornaleiro <jornaleiro@yahoogrupos.com.br>, União <uniaoperiodicos@yahoogroups.com>, Imprensa Livre <imprensalivre@yahoogroups.com>, Vox Press <voxpress@yahoogroups.com>

 
Ano II * Edição nº 067 * Segunda-Feira, 30/09/2005
Santa Rosa/FE * SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  
 
GOLPE? TRAIÇÃO? LESA-MAJESTADE? FINAL DE SEMANA AGITADO EM REUNIÃO
 
Final de semana agitado no Chandon, a principal lista do Império.
 
Historicamente os golpes em Reunião acontecem no final de semana.
 
Confira a cronologia do mais novo "golpe" em Reunião:
 
30/09-17:43 – para tentar evitar a saída do súdito Luiz Saboya, o Imperador-Regente eleva o título de nobreza do interessado.
 
01/10-15:41 – Marcelus Sabbas, por inatividade, é demitido do ECIE e para seu lugar entra Luiz Saboya.
 
02/10-00:11 – Samuel Nário encaminha para chandon declaração de saida do Império, de novo, de Tales Zonaro.
 
02/10-00:16 – 5 minutos depois, Bruno Del Bocca anuncia renuncia da cidadania.
 
02/10-01:04 – Straússia sofre a terceira perda, com a saída de Samuel Nário.
 
02/10-17:01 – Planeta Diário, de Rodrigo Thedin, informa a criação de uma nova micronação, saída de Straússia, dando como responsáveis, Gerson França, Samuel Nário e Felipe Santarelli.
 
02/10-21:13 – Marcelus Sabbas encaminha a Carta de Fundação da Confederação dos Reinos Unidos. A Carta é assinada ainda Luiz Saboya (Ludônia), Felipe Santarelli (Mariana), Samuel Nário (Neo-Straússia), Douglas Silva (Celebra) e Frederido Davante (Cruzeiro do Sul).
 
02/10-22:33 – O ECIE, em caráter emergencial, vota moção de banimento dos principais envolvidos, Marcelus Sabbas, Luiz Saboya e Felipe Santarelli. Dos 3, apenas Saboya exercia cargo no Império, de Conselheiro.
 
02/10-23:45 – O Chanceler Imperial encaminha carta à Confederação dos Reinos Unidos, informando que nem o Grão Ducado de Sayed e nem o Vice-Reino de Mariana se separaram do Império.
 
COM ÂNIMO NOVO, CAPITÃO-REGENTE DE FOURNAISE ENSAIA REATIVAÇÃO DA CAPITANIA.
 
Com a chegada de Marcelo Fernandes e a possível re-atividade de Michel Hullman, o capitão-regente de Fournaise, Alexandre Carvalho, tentará mais uma vez ativar a capitania.
 
Uma das capitanias mais produtivas da história do Sacro Império de Reunião, Fournaise amarga uma inatividade nunca vista antes na história.
 
Todos os poderes estão paralisados e o número de súditos ativos é baixo.
 
Em mensagem ao povo de Fournaise, Carvalho chama os inativos para se declararem em praça pública e prometeu apresentar lista dos inscritos na praça pública.
 
Da Agência Reuniana de Notícias – ARN
Filipe Oliveira
 
SLOBORSKAIA INICIA PLEBISCITO PARA DEFINIR SEU FUTURO
 
Ao contrário do que havia sido noticiado no último dia 20, apenas ontem começou o plebiscito para definir a independência de Sloborskaia, um dos Cantões (divisões administrativas) de Pasárgada, que se declarou independente.

No dia 20 de setembro foi feita uma consulta apenas para saber se os sloborskaios concordariam em votar sua independência, nos termos do tratado firmado com Pasárgada.

Após longas negociações, pasárgados e sloborskaios chegaram a um acordo, no qual os moradores de Slok vão responder a seguinte pergunta: "Você é a favor da independência de Sloborskaia em relação à Comunidade Livre de Pasárgada?".

Caso metade mais um dos votantes escolha responda "sim", o Parlamento de Pasárgada deverá votar, homologando e dando "respaldo legal" (como os pasárgado fazem questão de frisar) ao resultado.

No caso da vitória do "não", os secessionistas deverão abrir mão do nome do cantão e da lista de mensagens local.

Os moradores terão até o próximo domingo, dia 9, para votar.

 
 
CONGRESSO DE JORNALISMO
 
Solicito que sejam feitas duas ressalvas na sua notícia emitida na edição 066 do A Labareda:
1º – Não me referi em nenhum momento à embaixadores: citei turistas.
2º – Não é Laranja Cultural, é A Laranjada Cultural.
Desde já agradeço a emissão das ressalvas.
Atc
Josias Caetano, República de Orange
 
ESPAÇO PUBLICITÁRIO
 
Participe do concurso literário em comemoração ao dia da batata
 
Mande uma redação, um texto, uma frase ou uma fagulha contando o que representa o dia da batata para Reunião
 
Garantimos sigilo absoluto
 
 
 

 
Editor-Responsável: Alexandre Carvalho
Correspondente em Siena: Carlos Côrrea
Designer: Douglas Klabunde
Circula na areuniana, jornaleiro, uniãoperiódicos, voxpress e imprensalivre.
A Labareda é uma publicação do Grupo IIRDE
Fundado em 06/08/2004

 
 

                 Jornaleiro - Uma Lista Independente

                          Desde 2 de outubro de 1998 com você

Yahoo! Grupos, um serviço oferecido por:
PUBLICIDADE


Links do Yahoo! Grupos