A TRIBUNA: Último editorial da história deste jornal

Editorial: Versatilidade negativa… algo repugnante!

Significado de versatilidade. O que é versatilidade: Que tem várias qualidades, de um modo específico ou geral.

As atribuições da palavra acima deveriam ser a daqueles que se dizem chamados a exercer um cargo político, seja no executivo como no legislativo. No entanto, queremos nos ater a um dos atributos da versatilidade, que pode também ser encontrado em outra definição da palavra, que é a que segue:

 
 

“s.f. Caracterísica ou qualidade do que é versátil. Falta de estabilidade; que não sustenta um ponto de vista; que apresenta inconstância; mobilidade”.

 

Quando vemos choques entre poderes, podemos entender a descrição de versatilidade apontada acima, tendo em vista que o que resume, verdadeiramente, choque entre poderes é, na maioria dos casos, o choque de interesses, o choque entre “promessas não cumpridas de um lado ou de outro”, ou seja: a falta de estabilidade e não sustentar um ponto de vista, como apresentar inconstância.

Ao olhar para as informações postadas na mídia em geral, podemos encontrar várias atitudes de gestores ou legisladores que corroboram com a segunda característica apresentada pela versatilidade: a da característica negativa. Não é só porque a maioria dos políticos praticam como regra a “Lei de Gerson”, mas porque a falta de vergonha na cara “supre as necessidades” de sua falta de conhecimento técnico, o que faz o sistema tornar-se, cada vez, mais viciante para o lado negativo: o da barganha… afinal, “só voto neste projeto se obtiver um cargo no ministério ou secretaria tal”.

O que é vergonhoso para uns é comum para outros que, descaradamente, apresentam-se, por vezes, como os “salvadores da pátria, ou do estado, ou do município”, mas que, sempre que podem, se locupletam, utilizam-se do cargo que possuem para beneficiar filhos, esposas, parentes, direta ou indiretamente, em cargos públicos… o discurso não condiz com a prática… e não é preciso ir longe… basta analisar a conduta de cada um que exerce cargo ou função pública eletiva para entender que o SEU INTERESSE é sempre superior ao interesse coletivo.

Repugnante.

Rodini Netto, Editor

Cordialmente,
O Barão de Sersalle e Zagarisse
D. PIETRO ERNESTO VITTORIO CALIFANI DE DOMINICIS VON HABSBURG-RAINER
* Cavaleiro da Ordem de Tassinari* Desembargador Imperial
* Advogado – CIA 113 (Licenciado)

 

* Marechal-do-Ar / Comandante da Base Aérea de Mafatte
__._,_.___
__,_._,__

A TRIBUNA – O Retorno

A TRIBUNA – Ano 10 – Edição 10
Editorial
Uma revolução tomou conta do Sacro Império de Reunião, reafirmando a premissa de que a presença do próprio Imperador, tão requerida anos a fio, transforma a existência e o próprio funcionamento do Império.
Reunião é a principal micronação de língua portuguesa (muitas tentativas de cópias dela saíram e continuam saindo).
A volta do Imperador Claudio I foi o primeiro de muitos retornos acontecidos nos últimos dias na escola do micronacionalismo. Personagens “dinossáuricos” retornaram ao Império, seguindo o exemplo do Imperador, trazendo nova vida ao Sacro Império de Reunião.
A locomotiva foi colocada nos eixos, novamente, e o Império voltou a funcionar a todo vapor.
Clarabella Null em alerta
O retorno e a vinda de novos súditos para o Império trouxe um movimento espantoso ao aeroporto Clarabella Null, o que colocou as autoridades em alerta máximo, não para impedir o desembarque de passageiros, mas para que “personas non gratas” não ultrapassem as cancelas da imigração antes de serem levadas para as salas de interrogatório.
Partidos voltaram a existir
Na contramão do que tanto se achou ser a solução para a estrutura partidária do império, a manifestação do imperador em relação à necessidade do pluripartidarismo continuar existindo, fez com que agremiações que estavam com suas estrutura enferrujadas (paradas mesmo), voltassem a funcionar. Todos os partidos históricos do Império voltaram à atividade.
Crise no Judiciário
A máquina estatal do poder judiciário mostrou-se ineficaz, principalmente, tendo em vista uma estrutura funcional de muitos cargos e pouquíssimas pessas a fazer a estrutura funcionar. O retorno aos princípios do Poder Judiciário, com uma estrutura de de um só Desembargador e Juízes lotados nas varas imperiais e na Corte Especial de Conduta, pode ser a solução para um funcionamento produtivo e real do Poder Judiciário do Sacro Império de Reunião.
Capitanias liberadas para funcionar
O ECIE aprovou o retorno do funcionamento enquanto Capitanias, com suas estruturas próprias, das capitanias do Império. Novos capitães foram nomeados e espera-se que as mesmas passem à atividade imediata. 

Expediente
A TRIBUNA é um jornal de propriedade do Grupo De Dominicis e pertencente ao Visconde de Sersalle e Zagarisse, com sede no burgo de Sersalle e Zagarisse, na Capitania Hereditária de Le Port.

Cordialmente,

O Visconde de Sersalle e Zagarisse
D. PIETRO ERNESTO VITTORIO CALIFANI DE DOMINICIS VON HABSBURG-RAINER
* Desembargador Imperial
* Cavaleiro da Ordem de Tassinari
* Ex-Capitão Donatário da Capitania Hereditária de Le Port (pela Ordenação Gloriosa) Protocolo de Mafatte
( Visite Le Port – www.capitaniadeleport.tk)
* Advogado – CIA 113 (Licenciado)

 

* Marechal-do-Ar / Comandante da Base Aérea de Mafatte
* Fundador do Burgo de Sersalle e Zagarisse